A CHEGADA: O LONGO CAMINHO ATÉ LOS ANGELES

drupalcon-los-angeles-2015

Após três horas aguardando o vôo em  Guarulhos (GRU), 10 horas até Houston, um vôo perdido, outro cancelado e mais 4 horas de vôo até Los Angeles, eis que cheguei na terra da cor sépia e das palmeiras, para mais uma semana de muito conteúdo.

Como anunciamos anteriormente, a Just é mais uma vez patrocinadora da DrupalCon. Esta é a nossa terceira participação e é muito legal ver o quanto evoluímos de lá pra cá. Triplicamos de tamanho e agora muitas pessoas da comunidade Drupal no mundo conhecem a Just.

Nada mais justo que uma DrupalCon em Los Angeles, dado que o governo da cidade adotou o Drupal como plataforma. Caso não tenha lido, temos um outro post aqui no blog sobre esta Drupalização em LA.

 

VAMOS AO QUE INTERESSA: DRUPAL BUSINESS SUMMIT 

Deixando o blablabla de lado e o orgulho de ver o que estamos construindo, queria passar um pouquinho do que rolou no primeiro dia da DrupalCon Los Angeles.

Nesta segunda, estive no Drupal Business Summit, evento que acontece dentro da DCON e que reúne CEO e CTO das empresas de Drupal ao redor do mundo.

O evento é muito interessante, não tem formato de palestra e tem como objetivo fazer com que se conheça os líderes das outras empresas e que todos troquem experiências e entendam as dificuldades e diferenças que cada um enfrenta em suas cidades, países e nichos de atuação.

A DINÂMICA DO BUSINESS SUMMIT

Logo no início nos dividimos em grandes mesas. Cada uma delas discutia um assunto.

  1. – Desenvolvimento de produtos
  2. – Cultura organizacional
  3. – Contratação e retenção de talentos
  4. – Marketing e Vendas
  5. – Alianças e Parcerias

CULTURA ORGANIZACIONAL / CULTURA CORPORATIVA

Como nas últimas semanas eu havia dado duas palestras que falavam sobre Cultura Organizacional, me juntei nesta mesa para discutirmos o que é uma boa cultura e como chegar até ela.

Muito do que falamos foi o conteúdo da minha palestra no último Agile Trends em São Paulo.

– Felicidade para o time interno e clientes felizes.
– Qualidade e Excelência
– Guiada pelos valores, visão e missão da empresa
– É uma cultura em que as pessoas compram
– Empoderamento
– Estrutura flat / horizontal

Até aí estávamos caminhando bem, mas ainda faltava aquela frase matadora para apresentaremos pros outros grupos.

E aí chegamos em:

Culture is Cultivated!

Chegamos nisso para tentar resumir que não é algo que se escreve em um papel e implementa. É orgânica, formada por todas as pessoas da empresa e é guiada sim por algo pré-planejado, mas a cultura em si emerge das pessoas que estão na empresa e das pequenas ações que todos e a empresa fazem no dia a dia.

É algo que muda constantemente e que precisa ser regada diariamente com doses de felicidade, criatividade e inovação.

Cultura corporativa e cultura ágil são temas que me animam bastante pois realmente somos muito rigorosos com a cultura na JUST e de como fazer com que ela se mantenha ao longo do tempo e que evolua deacordo com seu tempo.

VAMOS FALAR DE COISA DIFÍCIL: MARKETING E VENDAS

Passada minha euforia discutindo sobre Cultura, fui para o segundo round, agora na mesa de Marketing e Sales. Aquele calo que todo empresário tem, aquele tema que tira o sono de qualquer executivo.

Bom sentar alí me fez ver que este calo existe no mundo todo. Todos sofrem dos mesmos problemas, todos passam pelos mesmos dilemas, todos sofrem por não ter previsibilidade e todos tem boas e criativas idéias para ir conquistando o mercado e evoluindo a empresa.

O que pude ver é que a forma como as equipes de vendas estão estruturadas nos EUA e Europa é bem diferente de como o Brasil se organiza. Pelo menos quando pensamos em empresas de desenvolvimento de software.

A primeira coisa é que: time de marketing e vendas forma a mesma área. Outra coisa interessante é que existem 3 pilares que costumam usar nas empresas por aqui. Um time de inbound sales, um time de outbound sales e um time de fechamento de contrato.

Basicamente é um plano tático e os dois primeiros times trabalham para levar as oportunidades para o time de fechamento.

Achei bem legal ouvir mais sobre como este modelo funciona pois ao meu ver pode ser um caminho no Brasil para empresas de software.

Mais uma vez o conteúdo apareceu como o rei! Todos enfatizaram a importância do inbound marketing, content marketing na estratégia de venda. Tudo é conteúdo, tudo é na base do conteúdo.

Encerrei então, minha participação no Drupal Business Summit para correr pro Acquia Partner Summit.

O QUE VOCÊ VERÁ NOS PRÓXIMOS CAPITULOS 🙂

  • Novidades que teremos na Acquia e um pouco do que foi falado Acquia Partner Summit.

  • Minha participação surpresa, até pra mim, no evento :). Servirá para você como lição de vida hahaha

  • Keynote do DRIES BUYTAERT na abertura do evento

Até o próximo post, direto de LA, a cidade que nesta época do ano acorda num frio intenso de 15 graus , depois faz um calor infernal ao longo do dia com um sol de queimar os mais branquelos como eu, e que de noite cai pro frio novamente. Resumindo uma cidade DA HORA!

 

 

Baixe nossa datasheet sobre Drupal