O que é um MVP - Mínimo Produto Viável

Publicado em 04 de março de 2014 às 22:22

Hoje é bastante comum ouvir falar sobre MVP ou Minimum Viable Product (Mínimo Produto Viável). É um conceito antigo, mas que agora se tornou extremamente popular para o desenvolvimento web e desenvolvimento de startups.

Por definição MVP é:

No desenvolvimento de produtos, é a estratégia usada para testar o mercado de forma rápida e quantitativa um produto ou funcionalidade de um produto. O termo criado por Frank Robinson e agora popularizado por Eric Ries para aplicações web. Isso consiste em uma forma de analisar o mercado.

O MVP contém apenas o necessário para o lançamento do produto e sua idéia central. Normalmente o produto é lançado e implementado para um público de earlier adopters, pois estes são mais suscetíveis a dar feedback sobre o produto.

O conceito de Minimum Viable Product é adotado para evitar o lançamento de produtos ou desenvolvimento de funcionalidades que as pessoas não irão comprar.

É uma forma de testar hipóteses. Hipóteses, termo bastante usado no movimento criado pelo Erick Ries chamado LEAN STARTUP. Se você ainda não conhece... deveria estudar... é muito interessante e útil para o seu negócio ou para a sua vida :)

Em uma visão bem simplista o MVP muda sua forma de criar produtos, serviços e negócio.

O modelo tradicional que conhecemos funciona mais ou menos assim:

 

Conceito anterior ao Lean Sturtup - Modelo Tradicional Modelo tradicional de desenvolvimento de produto, serviço e negócio

Modelo pensado com conceitos de MVP:

 

Modelo de venda com Lean Startup - MVP Modelo pensado sob a ótica do lean startup. Pensamento de MVP.

Criei as imagens acima para facilitar a visualização da importância de se testar o mercado antes de se construir o produto imaginado. Este não é o desenho do fluxo do Lean Startup, é apenas uma visualização simplista para demonstrar a importância da análise inicial e ela não é exatamente o desenho do seu produto e sim, testar, conhecer seu mercado e aprender com ele, para aí sim desenhar o que este mercado precisa e está disposto a comprar.

Para ficar mais claro, abaixo está o desenho do fluxo do LEAN STARTUP:

Lean Startup - Loop Validation - Feedback Loop

 

Agora que esclarecemos o que é um MVP, ainda que de maneira simplista, podemos entrar na parte do que não é um MVP :) Esta é uma parte importante e pode salvá-lo de alguns percalços. Apesar do conceito de mínimo produto viável ser extremamente simples, ele ainda pode causar confusões.

Outro dia estava lendo um artigo do Steve Blank, um ótimo cara para falar sobre MVP e criação de startups. E neste artigo dele o título já é bastante esclarecedor.

An MVP is not a Cheaper Product, It’s about Smart Learning

E logo no início do texto ele diz o seguinte:

A minimum viable product (MVP) is not always a smaller/cheaper version of your final product. Defining the goal for a MVP can save you tons of time, money and grief.

Neste artigo ele conta como ajudou uma startup que pretendia entrar no mercado de agricultura de precisão para prover dados coletados por drones que sobrevoariam plantações, tirariam fotos que seriam enviadas para um sistema que faria algumas análises das imagens coletadas e retornaria com dados relevantes para os fazendeiros.

Com base em uma pesquisa inicial, a startup entendeu que existia mercado para o que gostariam de ofertar e partiram então para captar investimento para o MVP.

Em resumo, eles traçaram algumas metas para o MVP e definiram o que precisariam, garantir que o Drone poderia sobrevoar a plantação, e então precisariam comprar um Drone, precisariam garantir que o software conseguiria interpretar as imagens e então apresentar aos fazendeiros os resultados obtidos.

Para isso então o investimento seria em: comprar um Drone (robô), comprar uma câmera hiperespectral, comprar um software capaz de processar as imagens e investir muito tempo na integração da câmera com o software.

Steve Blank então disse: "Would it be cheaper to rent a camera and plane or helicopter, and fly over the farmers field, hand process the data and see if that’s the information farmers would pay for? Couldn’t you do that in a day or two, for a tenth of the money you’re looking for?” Oh…"

Alugar uma câmera e um planador ou um helicóptero não seria mais barato?

Afinal, o que interessa para o fazendeiro? Saber como você irá obter os dados ou os dados que irá entregar já compilados para que ele utilize em seus estudos e tomada de decisão?

Bom MVP é isso! Testar o mercado! Testar o mercado nem sempre é desenvolver o produto ou mesmo um protótipo. Não é apenas reduzir o escopo de funcionalidades e gerar algo mais barato para entrar no mercado!

MVP é um conceito para testar o mercado, aprender com ele e entrar no mercado com algo que tenha aderência e possa ser comprado!

Vim aqui dizer tudo isso, pois vejo constantemente uma confusão na interpretação do que vem a ser um MÍNIMO PRODUTO VIÁVEL. Não que em alguns casos ele não possa ser um protótipo, porém MVP não é necessariamente protótipo, muito menos um mais barato e sem algumas funcionalidades.

Sugeri o estudo do LEAN STARTUP, pois é possível se ter uma boa idéia do que é um MVP e mais do que isso, entender a importância de colher feedback de quem pode comprar sua idéia, seu produto, sua empresa.

É uma visão superficial, pois passaríamos dias aqui tentando explicar o que vem a ser um MVP de forma bem detalhada.

Ainda vou falar mais sobre MVP aqui no blog.

Referências:

http://theleanstartup.com/

http://steveblank.com/2013/07/22/an-mvp-is-not-a-cheaper-product-its-about-smart-learning/

Dica de livro:

 

The Lean Startup livro oficial O livro oficial do movimento Lean Startup