Inovação em grandes empresas: por onde começar?

Publicado em 21 de junho de 2017 às 17:08

inovação empresarial

As grandes empresas são quase sempre vistas como navios gigantescos cuja as manobras demandam um grande esforço da tripulação. Isto é, a imagem mais comum é de um todo que em pouco ou nada se transforma.

Contudo, isso não precisa ser uma verdade. De fato, não só a mudança, mas também a inovação pode fazer parte de um negócio desse porte. É tudo uma questão de planejamento.

Para entender um pouco mais sobre o assunto e saber por onde começar, prossiga com a leitura!

Entenda a importância da inovação em um cenário cada dia mais competitivo

Se tudo no mercado permanecesse constante, os resultados também seriam igualmente constantes. Contudo, certas variáveis atuam modificando as relações entre os diversos empreendimentos existentes, elevando alguns e rebaixando outros.

É o caso das diferentes demandas dos consumidores, da oferta de matéria-prima, das condições climáticas e, é claro, do assunto do texto de hoje.

A inovação é um dos pontos de desequilíbrio do mercado. Em um cenário competitivo, uma pequena empresa pode inovar e se tornar um grande tubarão, ao passo que um grande império pode ruir por meio da própria estagnação.

Por isso, para competir no cenário atual, mantendo ou ampliando sua posição, grandes empresas precisam pensar um pouco fora da caixa.

Como fazer isso? Veja alguns passos importantes a seguir.

Identifique e compreenda as oportunidades ou problemas

As empresas não se transformam pelo simples prazer de tal atividade. Seus objetivos, ao inovar, são de ordem prática. É porque um problema cria obstáculos e existem sempre novas oportunidades que os empreendedores criam soluções.

Sendo assim, o primeiro passo para inovar, é identificar e compreender esses problemas e oportunidades.

Aqui, pesquisas de mercado, feedbacks de consumidores, relatórios especializados e outras fontes de informação serão fundamentais.

Troque ideias e perspectivas

Durante as etapas de busca pela inovação, o compartilhamento de ideias é sempre muito importante.

Nesse sentido, reuniões de equipe, especialmente com o uso de brainstorming e  design thinking podem estimular o surgimento de resultados significativos.

O primeiro recurso cria as condições para que os colaboradores pensem o projeto sem amarras, por meio de atividades em que todos compartilham seus pensamentos sem julgamento ou preconceito.

Já o segundo é uma nova maneira de pensar os projetos, a qual tem como princípios a atuação focada na busca por soluções colaborativas e criativas, além do engajamento e empatia de todos os envolvidos nas atividades.

Sendo assim, são soluções bastante úteis no processo de desenvolver ideias coletivamente.

Selecione ideias

As atividades relacionadas ao brainstorming e o design thinking convergem para um momento de seleção de ideias. Situação em que os resultados mais relevantes das discussões são separados dos menos relevantes.

Para isso, o normal é iniciar com as proposições sobre as quais não existe controvérsia, ou seja, os itens que todos claramente descartam ou aceitam.

A partir daí, gradualmente, a discussão é aprofundada, passando pelas ideias com aceitação majoritária até aqueles em que, de fato, existe um sério debate sobre a pertinência.

Ao final, haverá um conjunto de propostas que contam com a confiança da equipe, iniciando-se um processo de comparação de custo-benefício e viabilidade de experimentação.

Desenvolva e faça protótipos

Após o período de discussão das ideias e análise de sua viabilidade, os conceitos devem ser desenvolvidos e testados.

Para isso, um protótipo da inovação pode fornecer informações relevantes sobre o funcionamento ou não das ideias. Isso é imprescindível, uma vez que nem sempre os modelos imaginários dão origem a modelos reais eficientes.

Sendo assim, a decisão final de implementar ou não a inovação será tomada de maneira consciente, considerando todas as suas vantagens e desvantagens.

Por fim, podemos concluir que a inovação em grandes empresas não é lá uma tarefa de outro mundo, mas apenas uma questão de planejamento, organização e engajamento da equipe na busca por novas soluções.

Se você gostou do post de hoje, compartilhe este texto nas suas redes sociais! Assim, seus amigos também terão a oportunidade de aprender um pouco mais sobre a inovação em grandes empresas.