Negócios disruptivos são só para startups?

Publicado em 26 de janeiro de 2018 às 13:42

inovation
O método ágil de desenvolvimento impulsionou a criação de produtos digitais em larga escala ao longo dos últimos 20 anos, fazendo com que o setor de software se tornasse um dos mais dinâmicos e inovadores. Processos Agile como Kanban, Lean Startups, Scrum, etc ajudaram as empresas a desenvolver produtos de qualidade em um curto período de tempo e a obter feedback dos consumidores para continuar evoluindo. Essa contribuição do usuário é mais do que essencial para criar inovação e modelos de negócios disruptivos.

Grandes empresas sabem que precisam investir em novas ideias para manter seus produtos e serviços competitivos no mercado. Fazer com que essas novas ideias virem realidade na vida de seus consumidores é o que chamamos de inovação, mas inovar e ainda criar um modelo disruptivo de negócio depende muito mais da forma como os processos internos são geridos do que da quantidade de investimento financeiro investido nos projetos.

Você já parou pra pensar que muitas das tecnologias e modelos de negócios mais disruptivos foram criados por startups ou empresas que não eram líderes de mercado? Isso acontece porque, em geral, a operação em grandes empresas é muito mais lenta.

Um modelo de negócio pode ser considerado disruptivo quando novos produtos e serviços surgem no mercado, introduzindo simplicidade, acessibilidade, redução de custos e conveniência, fazendo com que os líderes de determinado setor precisem mudar seus produtos e serviços para continuar competindo no mercado.

Com isso, as grandes empresas precisam reagir com rapidez e serem mais ágeis. Elas percebem a necessidade de entregar experiências incríveis e utilizar a tecnologia para reduzir custos, aumentar a qualidade e gerar valor. Isso, no entanto, requer uma reformulação dos modelos de operacionais.

O problema é que a maioria das grandes empresas, acabam investindo em poucas iniciativas e muito pouco na cultura geral da empresa, fazendo com que os bons resultados não se espalhem por todos os seus setores e projetos.

O que a gente tem percebido é que para gerar valor e promover uma excelente experiência aos clientes, é preciso se comprometer a um modo operacional que combine a tecnologia e operação de forma integrada e sequencial. Só assim, é possível expandir os benefícios da adoção de novos processos e melhorar custos, lucro e principalmente a experiência do consumidor.

Investir em inovação e na adoção de metodologias ágeis em apenas um projeto terá um efeito muito menos significativo do que uma abordagem que visualize a jornada do consumidor como um todo e que se mantenha consistente nas demais áreas operacionais de uma grande empresa. Isso significa pensar e reformular todas as interações que um consumidor tiver quando estiver comprando ou recebendo um produto e serviço, assim como nas interações com o pessoal interno.

A Just pode ajudar não apenas no desenvolvimento de um produto digital, mas a visualizar e criar uma experiência incrível para seus clientes em toda a sua jornada, veja como fazemos.

 

Just

155 Posts

DIGITAL PRODUCT DESIGN & DEVELOPMENT Agile company delivering software, pioneering tools and consulting to transform organizations.

Tags da publicação

Negócios