Vale a pena estar em um coworking visando inovação e colaboração?

Publicado em 01 de dezembro de 2019 às 09:41

Nos últimos 4 meses fizemos uma experiência de estar 100% num coworking enquanto nosso novo escritório fica pronto. É não é rapido, achar o espaço ideal, negociar, montar o projeto. Mas tirando esta parte que todo mundo já sabe que é um perrengue, vamos ao que interessa: quais eram nossas expectativas e como a experiência foi na prática.

Expectativa que tínhamos:

Mudar rápido
Um espaço legal e descolado
Interação com outras empresas
Conhecer gente nova
Participar de mais eventos
Simplicidade na infra-estrutura e facilities
Espaço legal para receber nossos clientes

Com estes itens acima buscamos 4 opções:

Spaces Berrini
WeWork ao lado do Rocha Verá
COW Berrini
Osmose (as vezes usamos para eventos específicos)

Gostamos de todos, mas o que se mostrou mais promissor foi o COW. Algumas pessoas do nosso time foram conhecer e acharam que era nossa cara. Então fomos nessa. Nos mudamos para lá em 5 de agosto. Lá é 100% corporativo para startups e empresas maiores, abrigando o lab da Oracle, Carrefour, Unilever, Cognizant e a JUST :) Lá hoje somos a terceira maior empresa. 

A mudança:

Foi muito fácil, rápida e conseguimos acomodar as pessoas tranquilamente. Com duas salas e 40 posições chegamos fazendo barulho no COW Berrini. Como temos gente em cliente, gente 100% remota, já estamos bem acostumados a nos mudar e trabalhar em qualquer lugar :)

Aqui é importante dizer que toda a nossa estrutura é pensada para isso. Telefonia, servers, apontamento em relógio de ponto, apontamento de home-office, contratos, sistemas. Enfim, não temos mais nada no nosso escritório além de uma impressora e link de internet. Ahhhh como essa mudança foi boa uns anos atrás. Costumo dizer que somos bicho solto! Vamos pra onde quisermos rapidamente.

Os primeiros dias:

Aquela euforia de um lugar novo, gente nova, espaço super legal.... mas começamos a sentir que nosso uso de internet era mais específico que o previsto no COW e lá fomos nós para trazer um link nosso :(

Com isso, aquele problema de que nas salas de reunião nosso link não funcionava.

Fomos nos ajustando, resolvendo cada ponto que apereceu e seguimos depois de umas duas semanas sem problemas, mas este período inicial foi difícl.

A experiência:

O ambiente continuou agradável, interessante, mas alguns pontos que tínhamos de expectativa não se concretizaram.

Sobre integrar com outras empresas, conhecer gente nova, confesso que eu conheci empresas e pessoas, mas essa é uma característica minha e do meu papel. O que senti é que isso ficou basicamente comigo, o restante do time e a empresa em si não se integrou com outras empresas e isso porque no coworking apesar de termos esta idéia de colaboração, ela não acontece assim naturalmente. E não é no COW, é em qualquer um destes coworkings. O que sinto é que estes ambientes viraram Real state puro, com uma área comum compartilhada e os mesmos problemas que qualquer prédio comercia. As empresas não se integram. A não ser que tenha alguém responsável para puxar isso.

As integrações que rolaram no COW foram lideradas pela Community Manager (Luana), gente finíssima e que realmente tem um papel importante num ambiente em que empresas vem e vão com frequência.

Este é outro ponto, as empresas muitas vezes estão ali de passagem, seja por estarem crescendo, ou por estarem diminuindo, elas ficam um tempo e se vão. Vimos algumas neste período.

Uma coisa boa é que todo este ambiente nos fez pensar diferente e assim criamos uma empresa nova a Grená. Ela nasceu dentro do COW. E com certeza isso é fruto deste ambiente. Que de alguma forma te contamina (para o bem).

Os eventos acontecem, mas muitos são meio que "fechados". Oficialmente são abertos, mas você se sente de fora, pois não foi tão "convidado" assim para ele. :)

A simplicidade e facilidade foi realmente um ponto bem legal nesta experiência. Facilita muito o dia a dia. Simplifica a gestão e você foca no que realmente importa. Para nós ajudou mas como já temos pessoas que cuidam do backoffice, facilites, este ganhou não foi tão grande.

Agora vem nossa maior dor: agendamento de salas de reunião e salas pensadas para design e colaboração. Este ponto realmente foi um problema para nós. Não conseguimos nos adaptar. Quer dizer até conseguimos, mas com um custo que não faz sentido em muitos dos casos. O agendamento de sala é sempre um problema, pois o sistema não é tão fácil de visualizar, tem apenas um login. Isso com certeza o WeWork resolve muito melhor. Mas a vibe que o COW entrega, o WeWork não entrega nem de longe. O COW é legal demais.

Com toda esta dor das salas de reunIão, temos um aprendizado bacana. O uso das salas de reunião nos fez ser muito mas muito mais pontual e planejado. Temos um tempo reservado e não podemos ficar mais pois outras pessoas reservaram. Isso nos obrigou a SEMPRE ter uma reunião bem planejada. Acho que isso foi o que nos fez também avançar tão rápido em tantas coisas nos últimos meses. Focamos de verdade em acelerar tudo, pois não temos espaço para divagar muito.

Futuro:

No começo do ano nosso novo escritório fica pronto, mas continuaremos a usar o COW como uma extensão dele, pois existem vários benefícios de respirar este ambiente. Mas se você tem uma estrura maior, que é o nosso caso, o custo de um escritório próprio é mais barato. e te proporciona mais liberdade e espaço. 

O objetivo aqui é fazer um balanço destes últimos meses e compartilhar esta experiência com vocês. Afinal, muitas vezes esta pode ser uma alternativa para mudar, ou mesmo criar uma extensão do seu negócio.

Ao meu ver, para o nosso tipo de negócio faz muito sentido como uma extensão, mas para outros contextos acredito que o modelo possa se encaixar muito bem como seu principal escritório.